Saiba como se preparar para o vestibular sem estresse e com sucesso


Apesar da pressão e do acúmulo de tarefas, é possível obter um bom desempenho em ambas as atividades. Pensando nisso, preparamos este post para ajudá-lo a conciliar a escola e o vestibular sem ameaçar sua saúde mental e física. Confira!

Organize-se
Tirar um ou dois dias para se organizar pode parecer uma perda de tempo, mas é, na realidade, a melhor forma de economizá-lo. Uma boa organização é a chave para a otimização do seu tempo de estudo, que tende a ser pouco, já que você precisará dividi-lo entre as obrigações escolares e o vestibular.

Por isso, seu primeiro passo nessa jornada é organizar-se. Comece pelo seu ambiente de estudos. Deixe-o limpo e arrumado e, se possível, garanta que sua cadeira e sua escrivaninha sejam confortáveis o suficiente para as várias horas de estudo que virão a seguir. Separe livros e materiais necessários e deixe-os em um local de fácil acesso.

Após essa etapa, organize-se em relação aos estudos propriamente ditos. Faça um calendário com as principais datas do ano (provas, simulados, vestibulares) — ele servirá como um guia na próxima etapa.

Faça um cronograma de estudos
Criar um cronograma de estudos é fundamental para um bom desempenho no ano escolar. Para fazer esse planejamento, é importante que você tenha respostas claras para algumas perguntas, como “qual é o meu objetivo?”, “quanto tempo tenho para alcançá-lo?” e “quantas horas eu tenho disponíveis por semana para o estudo?”.

A partir dessas respostas, você pode traçar um roteiro de estudos e um cronograma. Tente ter uma visão ampla do ano, fazendo planos mensais, bimestrais, semestrais e anuais. Mesmo que sofram alterações com o tempo, esses cronogramas podem servir como referência para você saber se está atrasado ou adiantado em relação ao seu plano inicial.

Lembre-se: os cronogramas devem ser adequados às suas necessidades, mas também precisam ser plausíveis — não adianta forçar o aprendizado de 3 ou 4 capítulos em um único dia. Além disso, você também deverá contar sempre com atrasos e imprevistos: acredite, eles ocorrerão.

Na hora de criar seu cronograma, é importante que você deixe bem delimitado quais dias (ou horários) serão voltados ao estudo para o vestibular e quais serão direcionados às tarefas e às provas referentes ao terceiro colegial.

Defina seus horários
Agora que você já tem um cronograma definido, é hora de decidir quais serão os seus horários de estudo. Essa definição é importante para que você crie uma rotina.

Mesmo que você não consiga estudar sempre no mesmo horário todos os dias da semana, é importante que você tenha cargas horárias fixas para cada dia específico. Em outras palavras: não importa se você terá tempo disponível de manhã, à tarde ou à noite, desde que você cumpra o número de horas que você mesmo estabeleceu em seu planejamento.

No entanto, lembre-se de fazer exceções sempre que for necessário: se você perdeu quatro horas em algum imprevisto, por exemplo, não há a necessidade de se sacrificar para compensar essas horas ainda no mesmo dia. Faça uma pequena reorganização semanal e distribua esse tempo em vários dias.

Defina suas prioridades
Repita comigo: você não é um super-herói. E está tudo bem! Muitos estudantes se sentem na obrigação de obter desempenhos excelentes tanto na escola quanto no vestibular, mas é importante que você assuma as suas limitações físicas e psicológicas e entenda que, com tantas funções acumuladas, a melhor estratégia é definir as suas prioridades.

Se, no momento, sua maior preocupação é finalizar o colégio, foque principalmente nisso. Dedique um tempo maior às tarefas escolares do que ao estudo para o vestibular. Frequente todas as aulas, cumpra todos os trabalhos, dedique-se às provas e não perca a chance de participar de plantões de dúvidas. Não deixe de estudar para o vestibular, mas coloque-o em segundo plano.

Por outro lado, se sua prioridade máxima é a aprovação em uma universidade, dedique mais horas do seu dia a isso. Estude mais as matérias que têm maior peso em sua prova e dedique-se aos simulados.

Se você faz atividades extracurriculares, como aulas de idiomas, que não são prioridades no momento, talvez seja melhor suspendê-las neste ano.

Quando usar para MIM e para EU? Dicas importantes!


Custou para eu acreditar nela. 

Apesar de o Word corrigir a frase "Custou para mim acreditar nela" para "Custou para eu acreditar nela", o uso de mim está adequado ao padrão culto da língua. O pronome eu exerce a função sintática de sujeito. Para se descobrir qual o sujeito de um verbo, basta ao aluno perguntar a ele: "Que(m) é que ?" Por exemplo: 

Eu fiz o trabalho ontem. 
Pergunta: Quem é que fez o trabalho ontem? 
Resposta: eu = sujeito do verbo fazer. 

Façamos o mesmo exemplo com a frase abaixo: 

Basta para mim ter Mariana ao meu lado. 
Há dois verbos: bastar e ter. Analisemos o verbo bastar: 
Pergunta: Que é que basta? 
Resposta: ter Mariana ao meu lado = sujeito do verbo bastar. 
Observe que o sujeito do verbo bastar é uma oração, pois onde houver verbo haverá uma oração. O sujeito representado por uma oração se chama oração subordinada substantiva subjetiva (OSSS). 

Num período, há a chamada ordem direta, que é a colocação do sujeito no início da oração, com o verbo logo após ele. Se a frase apresentada for escrita em ordem direta, ou seja, se a oração subordinada substantiva subjetiva iniciar o período, haverá a seguinte frase: "Ter Mariana ao meu lado basta para mim". Percebeu como o adequado é usar mim mesmo? 

Para mim basta ter Mariana ao meu lado. 
Ter Mariana ao meu lado basta para mim. 
Para mim, ter Mariana ao meu lado basta. [a vírgula é optativa]
Basta para mim ter Mariana ao meu lado. 

Sempre que houver bastar, custar, faltar ou restar e, no mesmo período, houver outro verbo no infinitivo, este não poderá ser flexionado, ou seja, sempre ficará invariável. Veja alguns exemplos: 

Exercícios sobre ORTOGRAFIA com gabarito (vestibulares)


1. Dos termos sublinhados nas frases abaixo, o único que está inadequado ao contexto ocorre em: 

a) O mundo está na iminência de enfrentar o recrudescimento da fome devido à escassez de alimentos. 
b) Para atender a todos os interessados no concurso, foi preciso dilatar o prazo das inscrições. 
c) Ao fazer cópias de músicas e filmes pela internet, é preciso ter cuidado para não infringir a lei. 
d) O município que se tornou símbolo da emigração brasileira para os EUA tenta se adaptar ao movimento migratório inverso. 
e) A cobrança de juros excessivos, com o objetivo de aferir lucro exagerado, desestimula o crescimento da produção. 

2. A frase em que todos os vocábulos grifados estão corretamente empregados é: 

a) Descobriu-se, instantes, a verdadeira razão porque a criança se recusava à frequentar a escola. 
b) Não se sabe, de fato, porquê o engenheiro preferiu destruir o pátio a adaptá-lo às novas normas. 
c) Disse-nos, já a várias semanas, que explicaria o porque da decisão tomada às pressas naquela reunião. 
d) Chegava tarde, porque precisava percorrer a pé uma distância de dois à três quilômetros. 
e) Não prestou contas à associação de moradores, não compareceu à audiência e até hoje não disse por quê.

3. Reportagem da Folha de S. Paulo informa que o presidente do Brasil assinou decreto estabelecendo prazos para o país colocar em prática o Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, que unifica a ortografia nos países de língua portuguesa. Na matéria, há um quadro comparativo que mostra alterações na ortografia estabelecidas em diferentes datas:

Exercícios sobre SUBSTANTIVOS com gabarito (vestibulares)


1. (UFRJ, adaptado) 

A Maria dos Povos, sua futura esposa 
Discreta, e formosíssima Maria, 
Enquanto estamos vendo a qualquer hora, 
Em tuas faces a rosada Aurora, 
Em teus olhos e boca o Sol, e o dia: 

Enquanto com gentil descortesia 
O ar, que fresco Adônis te namora, 
Te espalha a rica trança voadora, 
Quando vem passear-te pela fria: 

Goza, goza da flor da mocidade, 
Que o tempo trata a toda ligeireza, 
E imprime em toda flor sua pisada. 

Oh não aguardes, que a madura idade, 
Te converta essa flor, essa beleza, 
Em terra, em cinza, em pó, em sombra, em nada. 

MATOS, Gregório de. Poemas escolhidos. 2. ed. 
(Seleção de José Miguel Wisnik). São Paulo: Cultrix, [s.d.]. 

O texto se constrói por meio da oposição entre dois campos semânticos, especialmente no contraste entre a primeira e a última estrofes. 
Explicite essa oposição e retire, dessas estrofes, dois vocábulos com valor substantivo - um de cada campo semântico, identificando a que campo cada vocábulo pertence. 

2. (UFRJ, adaptado) 

Almeida e Costa comprão para remeterem para fora da Província, huma escrava que seja perfeita costureira, engomadeira, e que entenda igualmente de cozinha, sendo mossa, de bôa figura, e afiançada conduta para o que não terão duvida pagala mais vantajosamente; quem a tiver e queira dispor, pode dirija-se ao escriptorio dos mesmos na rua da fonte dos Padres, n. 91. 

Gazeta Commercial da Bahia, 19 set. 1832. 

Do texto: 
a) selecione 2 (dois) verbos e 2 (dois) substantivos que apresentem forma ou emprego diferentes da atual. 

b) reescreva-os na forma vigente. 

3. (Cefet-CE, adaptado) 

Pensar é viver 
(...) Discernir e escolher fica mais difícil, porque o excesso de informações nos atordoa, a troca de mitos nos esvazia, a variedade de solicitações nos exaure. Para ter algum controle de nossa vida é necessário descobrir quem somos ou queremos ser - à revelia dos modelos generalizantes. 
Dura empreitada, num momento em que tudo parece colaborar para que se aceitem modelos prontos para servir. Pensamento independente passou a ser excentricidade, quando não agressão. Família, escola e sociedade deviam desenvolver o distanciamento crítico e a capacidade de avaliar - e questionar - para poder escolher. (...)

LUFT, Lya. Pensar é transgredir
Rio de Janeiro: Record, 2004. p. 177-78. 

No primeiro parágrafo selecionado do texto, Lya Luft defende a ideia de que devemos buscar nossa identidade. Que expressão, formada por substantivo mais adjetivo, utilizada no parágrafo seguinte retoma essa ideia ao mesmo tempo em que transmite uma opinião da cronista? 

4. (Cefet-CE)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...